Reginaldo de Campinas

Reginaldo de Campinas

Reginaldo de Campinas

Reginaldo de Campinas

Reginaldo de Campinas
Reginaldo de Campinas

Reginaldo de Campinas

Reginaldo de Campinas

Reginaldo de Campinas

Reginaldo de Campinas

Reginaldo de Campinas
Reginaldo de Campinas

Omega Lotus

R$ Entretenimento!

Informa√ß√Ķes do ve√≠culo

Cidade: S√£o Paulo SP

Portas: Nenhuma Seleção

Combustível: Nenhuma Seleção

C√Ęmbio: Nenhuma Sele√ß√£o

Cor: Nenhuma Seleção

INDISPON√ćVEL

Confira todas as fotos do veículo

Lendo um exemplar da extinta revista Platina de outubro de 1994, um comparativo me chamou muito atenção, ele trazia um teste com três modelos distintos do Omega, com o novo (na época) Omega GLS com motor 4.1, o Omega Stock Car e o até então desconhecido Omega Lotus, um verdadeiro superesportivo com roupa de sedan, é deste Omega Lotus, que vamos conhecer mais um pouco.

 

lotus omega

Em 1986 a GM lançou na Europa o Opel Carlton (Omega), neste mesmo ano a General Motors passou a controlar a marca inglesa Lotus, e a junção das duas marcas daria a criação a uma série limitada do Omega, com motor exageradamente potente e interior de alto luxo. O modelo foi criado com a intenção de concorrer com os sedans da Audi, BMW e Mercedes.

lotus omega / lotus carlton

Acima o motor preparado pela Lotus que equipava o Omega

O Omega Lotus foi apresentado em 1989 no Sal√£o de Genebra. O raro modelo era constru√≠do na f√°brica da Opel em Russelsheim na Alemanha, onde o carro normal era constru√≠do, por√©m este exemplares ‚Äúvelozes‚ÄĚ eram levados para a cidade de Norfolk na Inglaterra, onde fica a sede da Lotus, era l√° onde a magia acontecia e um Opel Omega comum ganhava alma esportiva.

L√° o Omega era totalmente desmontado, e sofria uma transforma√ß√£o completa, ganhando nova suspens√£o, freios, pneus, al√©m de um novo c√Ęmbio de seis marchas, vindo do Chevrolet Corvette ZR1. Claro que a maior mudan√ßa era o motor, que dava uma nova alma ao carro, mas falaremos dele mais tarde.

lotus omega / lotus carlton

A Lotus instalou no Omega, freios mais eficientes com ABS, rodas de alum√≠nio aro 17, pneus de alta performance e baixo perfil, j√° a¬†carroceria¬†ganhou um novo conjunto para melhorar a aerodin√Ęmica, com para-choque mais envolvente e entradas de ar maiores, saias laterais, caixas de rodas mais largas (para abrigar os pneus maiores), cap√ī com duas entradas de ar e um aerof√≥lio traseiro.

interior omega lotus

Internamente o Lotus Omega, trazia um acabamento revisto, com bancos esportivos com em couro de alta qualidade, detalhes nas portas em madeira, entre outros acessórios como bancos mais esportivos. Claro! sem esquecer do velocímetro que marca até 300km/h!.

lotus omega

Agora sim vamos falar sobre o motor que torna este Omega t√£o especial.

Trata-se de um poderoso bloco 3.6 litros, bi-turbo capaz de despejar 377 cv a 5.200 rpm, com o assustador torque de 56.8 kgfm !. Bem na verdade este propulsor √© o mesmo motor de seis cilindros em linha e 165cv que equipava a vers√£o ‚Äúnormal‚ÄĚ do Omega, mas depois de passar pelas m√£os da Lotus, ele ganhou um aumento no curso dos pist√Ķes, ganhou mais v√°lvulas (quatro por cilindro), e dois turbos compressores Garret T25, com intecoolers tipo ar/√°gua, estes briqnuedos j√° entram em a√ß√£o em baixa¬† rota√ß√£o, cerca de 2.500 rpm.

omega lotus

O resultado da preparação da Lotus, foi impressionante, o Omega de 4.77 metros e 1.690 kg, disparava de 0 a 100km/h em apenas 5.4 segundos e tendo força para ultrapassar os 280km/h, mas precisamente chegando a marca de 283km/h de velocidade máxima. Todo este desempenho para um carro de cinco lugares, com luxo econforto, e porta-malas de 520 litros é algo que não pode ser esquecido.

Ah o preço na época do carro, fazia jus a toda sua potência, alguns raros exemplares dos 950 que foram construídos até 1991, foram importados para o Brasil, por estimados US$ 200 mil dólares. Onde eles estão hoje é segredo.

http://www.encontracarros.com/omega-lotus-com-motor-bi-turbo-de-383cv-mecanica-aprimorada-ele-voava-ate-os-283kmh/